Sábado, 26 de Janeiro de 2013
A verdade sobre as calorias perdidas na academia

Novidades no mundo fitness dentro e fora das salas de ginástica são lançadas todos os anos. O novo atrai o público interessado em praticar modalidades diferentes e, para variar, a maioria busca perder peso. Mas a questão que mais chama a atenção, na promoção de determinada aula, é o número de calorias que se gasta participando dela. A influência que essa informação exerce sobre a decisão de aderir ao programa de uma academia é grande.

Quando recebemos a informação que uma aula de ginástica gasta 500 calorias (na verdade são quilocalorias), não é especificado se o gasto energético é maior pela via aeróbia (melhora do condicionamento cardiorrespiratório) ou anaeróbia (melhora do condicionamento muscular). Apenas a promessa é de gasto energético elevado. O porquê dessa indagação? Vamos exemplificar com aula muito conhecida.

A Bike Indoor, que pode apresentar outros nomes dependendo da academia, é realizada com bicicletas estacionárias de spinning (preparadas para ajustes elevados na resistência da pedalada), em sua essência, possui característica aeróbia, isto é, espera-se que a predominância de gasto energético seja através da via metabólica de gordura. No entanto, as aulas são elaboradas com diferentes intervalos de intensidade, ora mais intensos, ora menos intensos.

Quando mais intenso, a predominância de gasto energético passa a ser maior pelas vias anaeróbia alática (tiros em alta velocidade ou carga muito elevada, que não ultrapassam 20 segundos) e anaeróbia lática (intervalos entre 40 segundos e abaixo de 3 minutos, no qual a manutenção do esforço é estendido ao máximo, pondo à prova a sua tolerância física, menos intensa comparada à alática). Ambas são realizadas com intervalos de intensidade menor, para a recuperação parcial, porém exigem mais da preparação muscular dos membros inferiores.

No exemplo acima, boa parte do gasto energético da aula foi através do substrato do carboidrato, biologicamente consumível na forma de glicose (estoques de glicose muscular e sanguíneo são utilizados rapidamente para a recuperação energética muscular).

A prática regular da aula propicia ajustes musculares e cardiorrespiratórios que mudam a tolerância ao esforço, considerando uma sessão de aula com as mesmas intensidades aplicadas. O corpo aprende a metabolizar com maior eficiência a gordura disponível, tanto em esforço, quanto no processo de recuperação pós-aula.

Com o tempo, a resistência a intervalos difíceis de pedalar torna-se fácil de ser vencida, o que deixa claro que a predominância energética, que até então era anaeróbia lática, torna-se aeróbia e a anaeróbia alática, lática. Obviamente, essa mudança depende da capacidade de adaptação do seu organismo para se ajustar periodicamente a esforços maiores. Pode acontecer de aumentar a tolerância aeróbia, ou não se alterar a mesma nas outras vias energéticas. A genética que determina essa característica para cada indivíduo.

fonte:http://esportes.discoverybrasil.uol.com.br/



publicado por adm às 21:32
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 14 de Agosto de 2012
Melancia, manga e pepino; veja 30 alimentos com calorias negativas

Nem todo alimento é inimigo da dieta e merece atenção redobrada na hora do consumo. Além de nutritivos, alguns legumes, verduras e frutas são aliados da balança e têm calorias negativas. Isso porque, eles possuem menos energia do que gastam durante a digestão. “É uma fração calórica destinada à própria digestão e metabolização, o que também é chamado de efeito térmico”, explica a nutróloga Liliane Oppermann.


O gasto calórico durante esse processo varia de uma pessoa para outra. De acordo com a nutricionista Daniela Campi, o número pode oscilar dependendo do metabolismo, enzimas e claro, do que colocamos no nosso prato. Mas no geral, alimentos com alto teor de fibras gastam mais energia durante a digestão.

“Frutas fibrosas como manga, papaia, damasco e morango têm um gasto maior de efeito térmico do que frutas como abacate, banana e caqui, que são mais suculentas. Até o estado de maturação de fruta influencia. Uma banana mais verde tem mais efeito térmico que a madura”, justifica Liliane. Além disso, o modo de preparo dos legumes também é fundamental. Alimentos crus gastam mais energia na digestão que os cozidos.

Sem dúvida, uma alimentação adequada deve ser equilibrada e conter todos os grupos de nutrientes, mas incluir frutas como melancia e maçã na dieta é uma ótima maneira de saciar a fome, acelerar o metabolismo e queimar calorias sem nenhum esforço. A seguir, confira 30 opções de alimentos que não oferecem preocupação com a tabela calórica e veja seus benefícios.

 
Abacaxi: rico em cálcio, potássio e vitaminas A, B e C, o abacaxi contém bromelaína, uma enzima que ajuda na digestão e pode dissolver coágulos no sangue. Por isso, além de auxiliar na dieta, a fruta ajuda a controlar a pressão arterial.
 
Abobrinha: composta de água (cerca de 90%), a abobrinha é diurética e rica em vitaminas A e C.
 
Agrião: rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o agrião auxilia no sistema respiratório.
 
Alface: alimento ingerido como carro chefe nas dietas de emagrecimento, o alface é rico em potássio, cálcio, ferro e vitaminas A, B3 e C. Tem poder antioxidante e age como calmante para quem sofre de insônia.
 
Alho: alimento que ajuda a combater vírus, infecções e inflamações, além de auxiliar em problemas respiratórios, como asma e bronquite. É fonte de potássio, cálcio e magnésio.
 
Ameixa: tem propriedades antioxidantes, retarda o envelhecimento, estimula a digestão e combate a gripe. É rica em potássio, magnésio, cálcio, fibras, betacaroteno e vitaminas C e E.
 
Aspargo: rico em fibras, potássio e vitaminas B e C. Aumenta o sistema imunológico, tem poder antioxidante e anticancerígeno.
 
Berinjela: fonte de cálcio, fósforo, postássio, magnésio e vitaminas A, C e do complexo B, a berinjela é um agente redutor de colesterol no sangue.
 
Beterraba: alimento cheio de nutrientes, como proteínas, fibras, vitaminas A, B e C, ferro, potássio e zinco. Ajuda a combater anemia.
 
Brócolis: fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Brócolis tem poder antioxidante e anticancerígeno.
 
Cebola: fonte de vitamina C, potássio, cálcio, ferro e fósforo. Ajuda a prevenir gripe e auxilia em problemas estomacais e intestinais.
 
Cenoura: alimento rico em betacaroteno, fibras, cálcio, zinco e vitaminas A, C e E. Além de auxiliar a digestão, melhora a produção de sangue e, para as grávidas, aumenta a produção de leite.
 
Couve-flor: alimento rico em cálcio, fósforo, e vitaminas A, B9 e C.
 
Couve: rico em fibras, o alimento é indicado para enfermidades do estômago e auxilia a digestão. A couve é fonte de vitamina C, ferro, cálcio e betacaroteno.
 
Damasco: além de saboroso, o damasco pode prevenir problemas no fígado e alguns tipos de câncer. É rico em ferro, potássio, fósforo e vitamina A, B1, B2, B3 e C.
 
Framboesa: rica em antioxidantes que retardam o envelhecimento, esse fruto também auxilia na digestão e no tratamento de inflamações na garganta e gengiva. É fonte de cálcio, potássio, magnésio, ferro e vitaminas A, B1, B5 e C.
 
Laranja: fonte de vitamina C e caroteno, esse fruto ajuda a combater gripes e resfriados e pode prevenir alguns tipos de câncer.
 
Limão: tem propriedades para tratar resfriados e gripes e melhorar a circulação do sangue. É rico em cálcio, potássio e vitamina C.
 
Maçã: esse fruto tem inúmeros benefícios. É rico é cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E e contem peticina  uma fibra que a ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. A maçã ajuda na digestão, ajuda no tratamento de resfriados, tem poder antioxidante e evita a proliferação de células cancerígenas.
 
Mamão: contém uma substância chamada papaína, que melhora a digestão e a prisão de ventre. É fonte de ferro, cálcio e vitaminas A, B e C.
 
Manga: tem propriedades que previnem as doenças do estômago, evitam problemas cardíacos e fortalecem o sistema imunológico. É rica em vitaminas B e C em sais minerais como cálcio, fósforo, potássio, ferro e fibras.
 
Melancia: fruto que apresenta muita água em sua composição e tem o poder diurético. É rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. A melancia também possui uma glutationa, substância que é um potente antioxidante e retarda o envelhecimento.
 
Melão: tem poder diurético, hidratante, ajuda na menopausa e nas dietas de emagrecimento. É rico em cálcio, betacaroteno, potássio e vitaminas A, B, C.
 
Mexerica: fonte de vitaminas A, B e C e de sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. O fruto ajuda a combater infecções e aumenta a resistência do organismo.
 
Morango: fruto com propriedades antioxidantes, que retarda o envelhecimento, além de reduzir o colesterol, combater anemias e doenças da pele. É fonte de ferro, fibras e vitaminas B5 e C.
 
Pepino: rico em ferro, potássio e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o pepino tem efeito diurético .
 
Pimenta: tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, diminui risco de doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e pode ajudar no tratamento da enxaqueca. É antioxidante e rica em vitamina C.
 
Pimentão vermelho: rico em potássio, sódio, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, C e do complexo B. É um alimento antioxidante, que pode prevenir doenças cardíacas, além de ser fonte de fibras.
 
Rabanete: sem dúvida, o rabanete é um aliado da saúde. Fonte de cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C, ele ajuda no processo digestivo, previne o organismo contra infecções e purifica o sangue, rins e bexiga.
 
Repolho: fonte de cálcio, potássio, fosforo e vitaminas A e C. O repolho auxilia no emagrecimento e na digestão, estimula a queima de gorduras e combate o colesterol.
fonte:http://saude.terra.com.br/




publicado por adm às 23:28
link do post | comentar | favorito

Domingo, 5 de Agosto de 2012
Confira 7 dicas simples para queimar calorias

Não é só suando a camisa na academia que você pode eliminar calorias. Atitudes simples durante o dia podem dar adeus a algumas delas também. Confira sete dicas, listadas pela nutricionista Heather Bauer e divulgadas pelo site da revista americana Cosmopolitan, e coloque-as em prática já! 


1. Logo depois de acordar, enquanto espera o café ficar pronto, faça polichinelos. Queima 10 calorias por minuto. 

 
2. Enquanto usa o secador de cabelos, faça agachamentos. Assim, elimina 70 calorias a cada cinco minutos. 
 
3. Quando estiver sentado em seu trabalho, bata os dedos dos pés 25 vezes. O ato queima de 24 a 30 calorias. 
 
4. Deixe o elevador de lado e prefira as escadas. Você elimina 10 calorias por lance de escada. 
 
5. Enquanto aguarda seu jantar ficar pronto no micro-ondas, que tal fazer agachamento apoiado na parede? Dessa forma, dá adeus entre 12 e 15 calorias a cada 30 segundos.
 
6. Antes de dormir, aposte em cinco minutos de abdominais para queimar 40 calorias. 
 
7. Ter uma boa noite de sono também ajuda a eliminar calorias. São menos 60 por hora de descanso. 
fonte:http://saude.terra.com.br




publicado por adm às 11:02
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Março de 2012
10 dicas para cortar 50 calorias em atividades do dia a dia

Que tal gastar 50 calorias por dia com atividades simples do dia a dia? Parece pouco, mas a longo prazo, não é. “Essa pequena redução diária pode levar a perda de 200 g em um mês, o que em um ano significa menos 2,5 kg para alguém que consome 2 mil calorias ao dia”, afirma a nutricionista Adriana Mangold, da Brand Brasil FoodService Management, em São Paulo, em entrevista à revista WOMEN´S HEALTH.

Quer queimar calorias sem perceber? Então adote essas 10 mudanças e sinta a diferença na balança:

1. Lave a louça acumulada por 20 minutos.

2. Pegue a a vassoura e varra a casa por 17 minutos.

3. Cozinhe durante 20 minutos. De preferência, faça pratos light e gostosos.

4. Reserve 21 minutos para guardar as peças no armário.

5. Troque o elevador pela escada e suba cinco andares.

6. Empurre o carrinho do supermercado por 14 minutos.

7. Desça 3 pontos de ônibus antes do lugar para onde você vai e termine o caminho a pé. Melhor se você estiver de tênis.

8. Estacione o carro a quatro quadras de distância do destino e aproveite paracaminhar. Pode virar um passeio.

9. Quer se divertir? Jogue videogame por 32 minutos.

10. Ligue o som de sua casa e dance no ritmo da sua música favorita por 8 minutos.

fonte:http://mdemulher.abril.com.br/



publicado por adm às 11:55
link do post | comentar | favorito

Domingo, 1 de Janeiro de 2012
10 MANEIRAS DE PERDER 200 CALORIAS

Quem quer emagrecer não tem dúvida: é preciso queimar calorias. Portanto, qualquer simples esforço deve ser levado em consideração. Para dar uma mãozinha na sua luta contra a balança e te deixar completamente em forma para o verão, listamos 10 maneiras de perder 200 calorias. Confira!

Entre em forma para o verão

1 – Ao invés de comprar pão na padaria, prepare a sua própria massa. Amassar pão é um exercício e tanto!

2 – Ande 50 minutos de bicicleta em uma velocidade normal. Certamente, este tempo você pode dedicar ao seu corpo.

3 – Dê uma geral no seu guarda-roupa por 1hora e 20 minutos. Nada de preguiça. É para tirar tudo do cabide, limpar bem e voltar tudo ao seu devido lugar.

4 – Se tiver cachorro, caminhe diariamente por, pelo menos, 30 minutos. Mas, tem que ser em ritmo acelerado!

5 – Dance para perder calorias. Uma música da Ivete Sangalo sem parar, por cinco vezes é uma boa pedida. Mas, tem que ser um hit de carnaval!

6 – Aproveite o verão e caminhe na beira da praia, com a água batendo na canela, por 45 minutos.

7 – Tome as rédeas entre quatro paredes e faça apenas posições onde você é quem fica no comando. Mas, nada de uma rapidinha, é preciso se esforçar por, pelo menos, 30 minutos. Aposte nas preliminares!

8 – Faça 5 minutos de automassagem. Além de deixar a pele mais bonita, você trabalha os músculos do braço.

9 – Monte um quebra-cabeça de 500 peças sem ter nenhum descanso. Pensar também ajuda a perder calorias!

10 – Para finalizar, vá ao mercado a pé e volte cheia de sacola nos braços. Se o seu percurso for pequeno, dê voltas no quarteirão. Você deverá ficar, pelo menos, 40 minutos caminhando, contando a ida e a volta!

fonte:http://suadieta.uol.com.br/M



publicado por adm às 20:09
link do post | comentar | favorito

Domingo, 31 de Julho de 2011
Informações sobre calorias alteram hábitos alimentares nos EUA

O pedido para que as cadeias de fast food de Nova York divulgassem as calorias dos alimentos no cardápio leva um a cada seis clientes a notarem as informações e comparem comidas com menos calorias, de acordo com um novo estudo.

 

Embora a ingestão de calorias de milhares de pessoas não tenha mudado, clientes do McDonald's, Aun Bon Pain e KFC fizeram modificações significantes nos hábitos alimentares, de acordo com estudo patrocinado pela cidade de Nova York e pela Fundação Robert Wood Johnson.

O relatório, publicado na revista British Medical Journal, é um dos primeiros a mostrar que a lei de 2008 mudou os hábitos de compras dos clientes.

Defensores da lei a encaram como uma forma de ajudar os americanos a perderem peso. Mais de dois terços dos cidadãos americanos estão acima do peso ou são obesos, condições ligadas a problemas de saúde como pressão alta e diabetes.

"Nós achamos que, no geral, estes resultados iniciais são positivos," disse Lynn Silver, diretora do departamento de ciência e política de Nova York e co-autora da pesquisa.

"Estamos otimista, a medida que as informações sobre as calorias se espalham pelo país, e os consumidores se acostumem a usá-las, as redes de fast food serão fortemente incentivadas a oferecerem opções menos calóricas," ela disse.

As cadeias de restaurantes começaram a incluir pratos leves nos cardápios para ajudar os clientes a cortarem o consumo de gordura, açúcar e sódio. O relatório citou exemplos da rede de sanduíches Cosi, que começou a usar maionese de baixa caloria nos molhos, enquanto a rede de cafés Starbucks tornou padrão o uso de leite com pouca gordura. A rede Applebee's também introduziu pratos com menos de 550 calorias no cardápio.

Todas estas mudanças ocorreram depois que a lei nova-iorquina entrou em vigor, informou o estudo. O McDonald's também informou que em breve irá diminuir as porções de fritas do Mc Lanche Feliz e adicionar pedaços de maçã em todas as refeições.

Cortando a gordura

O relatório foi baseado nas informações colhidas durante a hora do almoço em 11 cadeias de restaurante fast food, observando os recibos de mais de 7.300 pessoas nos 12 meses anteriores à lei e de quase 8.500 clientes nove meses depois dela ser implementada.

Nas três principais redes, os clientes reduziram em média o consumo de 44 calorias no McDonald's, 80 no Au Bon Pain e 59 calorias no KFC.

No início do ano, um estudo publicado no International Journal of Obesity informou que a lei nova-iorquina teve pouco efeito na escolha das crianças. Enquanto ambos estudos focam a lei de Nova York, pessoas em todo os Estados Unidos estão atentas aos resultados.

Em 2009, o Centro de Controle e Prevenção de Doença (CCPD) do país estimou que pelo menos 20% dos adultos em todos os estados, com exceção do Colorado, eram obesos. O CCPD também afirmou que o custo médico relacionado à obesidade foram estimados em mais de US$ 147 bilhões em 2008. 

fonte:http://www.estadao.com.br



publicado por adm às 23:56
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Julho de 2011
Caloria

Caloria (símbolo: cal) é uma unidade de medida de energia que não pertence ao Sistema Internacional de Unidades

Historicamente, a definição de calorias era a quantidade de energia necessária para elevar em 1 grau celsius a temperatura de 1 g de água (o calor específico da água é, por definição, igual a 1).

Com a evolução das técnicas de medida, verificou-se que o calor específico não era constante com a temperatura. Por isso buscou-se padronizá-lo para uma faixa estreita, e a caloria foi então redefinida como sendo o calor trocado quando a massa de um grama de água passa de 14,5 °C para 15,5 °C.

Contudo, com a evolução mais uma vez da técnica, sobretudo do desenvolvimento da electricidade e da electrónica, viu-se ser mais conveniente definir o joule como unidade de energia, abolindo assim a necessidade de definir a caloria. Entretanto, o Bureau Internacional de Pesos e Medidas, organismo responsável pela convenção do metro e pelo Sistema Internacional de Unidades, resolveu colocar a caloria como sendo:

  • 1 caloria = 4,1868 J (exatamente)

Quando usamos caloria para nos referirmos ao valor energético dos alimentos, na verdade queremos dizer a quantidade de energia necessária para elevar a temperatura de 1 quilograma (equivalente a 1 litro) de água de 14,5 °C para 15,5 °C. O correto neste caso seria utilizar kcal (quilocaloria), porém o uso constante em nutrição fez com que se modificasse a medida. Assim, quando se diz que uma pessoa precisa de 2.500 calorias por dia, na verdade são 2.500.000 calorias (2.500 quilocalorias) por dia. Hoje também é comum expressar quilocalorias escrevendo-se a abreviatura de caloria "Cal" com a letra C em maiúsculo. Ex.: 1 Cal =1000 cal = 1 kcal.

 

Histórico

Sabia-se que o calor estava ligado a algo que fluía de um corpo de maior temperatura para um corpo de menor temperatura. Lavoisier de fato incluiu o calórico, suposto fluido do qual seria composto o calor, em sua tabela de elementos químicos (ainda não era, entretanto, uma tabela periódica)

Pouco a pouco, entretanto, foi evoluindo o entendimento do que seria o calor. Em 1798, Benjamim Thompson, o Conde Rumford, supervisionando a perfuração de canhões do arsenal de Munique, notou que o calor era liberado mesmo quando as brocas tivessem ficado cegas, o que contrariava uma opinião então vigente, de que o calor liberado era conseqüência de um suposto menor calor específico das aparas de ferro em relação ao ferro maciço.

Em 1799, Humphry Davy pôs por terra outra hipótese dos defensores do calórico, que dizia que o ar era a fonte desse calor. Atritando dois pedaços de gelo no vácuo, por um mecanismo automático, fê-los derreter. A noção de que o calor é uma forma de energia surgiu, em termos históricos, muito recentemente no desenvolvimento da Ciência. De fato, até hoje, no que tange o senso comum, se confunde temperatura e calor. Mais tarde, já no século XIX, Julius Robert Meyer começou a reparar na equivalência entre trabalho e calor, resultado que iria, entretanto, só ser plena e vitoriosamente confirmado por James Prescott Joule no seu grande artigo "Sobre o Equivalente Mecânico do Calor", lido perante a Royal Society em 1849.

 

Calorias nos Alimentos

A vida do ser humano depende de uma fonte de energia: as calorias contidas nos alimentos. Quando são ingeridas pelo organismo, elas são metabolizadas no seu interior, gerando a energia química que necessitamos para nossa sobrevivência.

As calorias são encontradas em forma de energia em cada alimento; isso será utilizado pelo corpo para todas as funções, como digestão, respiração, prática de exercícios etc.

Todos os alimentos possuem calorias, mas em diferentes quantidades. Os alimentos gordurosos (por exemplo, carnes gordas e lacticínios) são os que mais contêm calorias. Já os carboidratos, são os que possuem as calorias mais fáceis de serem absorvidas e metabolizadas, sendo fontes de energia muito boas.

 

Tabela de calorias de alguns alimentos

Alimentos↓Quantidade↓kcal↓
Alcatra frita 2 fatias (100g) 235
Bacon frito 2 cubos (30g) 198
Costeleta de porco 2 unidades (100g) 483
Apresuntado 1 fatia (15g) 22
Mortadela 1 fatia fina (15g) 41
Salaminho 1 fatia pequena (2,5g) 18
Camarão frito 1 porção (100g) 310
Casquinha de Siri 1 unidade (200g) 413
Lula cozida 1 pires de chá (100g) 93
Abacaxi 1 fatia (80g) 50
Figo maduro 1 unidade (50g) 68
Maçã vermelha 1 unidade (130g) 85
Alface 2 folhas (20g) 4
Brócolis 1 pires de chá (80g) 23
Cebola 1 unidade (70g) 32
Pão francês 1 unidade (50g) 135
Pão de queijo 1 unidade (20g) 68
Pão integral de trigo 1 fatia(100g) 261
Lasanha 1 porção (100g) 139
Macarrão à carbonara 1 prato (100g) 362
Pizza quatro queijos 1 fatia (140g) 432
Cerveja 1 lata de 350 ml 147
Champanhe 1 taça de 125 ml 85
Uísque 1 dose de 100 ml 240
Coca-Cola 1 lata de 350 ml 137
Guaraná 1 copo de 240 ml 75
Sprite 1 lata de 350 ml 115

Caso procure outros alimentos, acesse aqui.

Gasto de quilocalorias em atividades

Atividade↓Quilocalorias gastas em 1 hora↓
Andar 5 km/h 350
Correr 800
Ficar sentado 70
Tomar banho 300
Varrer 250
Lavar roupa 200
Dormir 60
Escovar os dentes 250
Jogar futebol 550
Ler 80
Assistir TV 70
Jogar vídeo-game 150
Pedalar 450
Cantar 150
Falar 100
Comer sentado 100
Nadar 500
Amamentar 100
Usar o computador 120
Pentear o cabelo 250
Rir 90
Usar o telefone 200
Bater palma 120
Meditar 50
Beber água 80
Subir/descer escada 670
Passar roupa 250
Dançar 400
Fazer comida 250
Brincar 200

 

fonte:http://pt.wikipedia.org/


tags:

publicado por adm às 21:08
link do post | comentar | favorito

.pesquisar
 
.posts recentes

. A verdade sobre as calori...

. Melancia, manga e pepino;...

. Confira 7 dicas simples p...

. 10 dicas para cortar 50 c...

. 10 MANEIRAS DE PERDER 200...

. Informações sobre caloria...

. Caloria

.links
.tags

. actualidade

. açucar

. alimentos

. alimentos dietéticos

. ameixa

. atividades físicas

. bebe

. benefícios do vinagre

. caloria

. calorias

. caminhada nórdica

. celebridades

. cogumelos

. como emagrecer

. crianças

. curiosidades

. desporto

. diabetes

. dicas

. dieta

. dieta amazônica

. dieta das sopas

. dieta de alho

. dieta de aveia

. dieta detox

. dieta do chá vermelho

. dieta do cogumelo

. dieta do jejum

. dieta do limão

. dieta do mel

. dieta do óleo de coco

. dieta dos 17 dias

. dieta dos 3 dias

. dieta dos nutrientes

. dieta líquida

. dieta mediterrânea

. dieta mediterrânica

. dieta para hipertensos

. dieta radical

. dieta rígida de 30 dias

. dieta sem glúten e lactose

. dieta vegetariana

. dietas

. dietas detox

. dietas no inverno

. dietas-relâmpago

. emagrecer

. erros na dieta

. estudos

. exercio

. famosas

. famosos

. frutas

. frutas secas

. glúten

. hormônios

. legumes

. mel

. milk shake

. mitos

. mulher

. noticias

. pão

. perca calorias com dicas e receitas

. pirâmide alimentar

. portugal

. queimar calorias

. refeição

. saúde

. saude

. sopa

. tabela de calorias

. verão

. vida

. todas as tags

.subscrever feeds